Diretório de Artistas

Linda Martini

À eterna questão “Quem é a Linda Martini?” a banda responde com um retrato a óleo da rapariga italiana a quem pediram emprestado o nome no início dos anos 2000.

Depois de “Sirumba” (2016), álbum aclamado pelo público e crítica, o disco que se seguiu não se limitou à revisão da matéria dada e oferece-nos uma banda com vontade de ir para fora de pé.
“LINDA MARTINI” é abrasivo, trazendo à memória “Casa Ocupada” pela sua urgência e descontrolo, mas revela um equilíbrio cada vez maior desses elementos com o ritmo, a melancolia e o intimismo do seu antecessor. Os Linda Martini de hoje podem ser Rock e Fado, Fugazi e Variações, Fela Kuti e Afrobeat, Tim Maia e Funk, sem nunca soarem a outra coisa que não eles. Poucas bandas sabem como remexer e criar desconforto à primeira audição. Da harmonia ao caos, do balanço lânguido às cavalgadas épicas. Linda Martini soa a disco feito por quatro cabeças entre quatro paredes, sem medo que se oiça do lado de fora. E isso não é dizer pouco.

Já em 2020 Linda Martini lançam a sua versão de “Frágil”, de Jorge Palma. Este será mais um tema a juntar à longa lista de possíveis escolhas para o alinhamento dos espectáculos que celebram 17 anos de actividade, 10 anos do álbum “Casa Ocupada” e 2 anos do último lançamento “Linda Martini”.
Nestes concertos, a banda encerra a digressão de apresentação do seu quinto álbum de originais, homónimo, que somou mais de 60 datas e incluiu a presença em alguns dos maiores festivais nacionais, como o Vodafone Paredes de Coura, NOS Alive, EDP Vilar de Mouros, Sol da Caparica e Festival F.

Localização

Portugal

Associações

Sony Music Entertainment Portugal

Editora

Visitar

Ligações

Contactos

Agente
Isabel Bicho

Manager
METRÓMONO

Calendário

As datas e locais das actuações.

Multimédia

Música

Política de cookies

Ao utilizar o website está a concordar com o uso de cookies